sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

PASSATEMPO....MAS NÃO SÓ!

Jardim e horta urbana 
De quem é este FAVAL...no Bairro Norton de Matos?
Fácil para quem mora no Bairro.
Para quem acertar tem como prémio umas favas guisadas! Só tem que trazer o chouriço... e a pinga!!


O limoeiro é só para facilitar e...quem quiser limões é só pedir!!
...............................................
-------------------------
----------------
PASSATEMPO TERMINOU AQUI....porque muito fácil para os "bairradinos!!!





EG e Tonito

36 comentários:

  1. De facto, para bairradinos, é fácil. O espaço envolvente da casa está muito bem aproveitado e aspeto agradável. Não vou revelar o dono, mas é pessoas muito estimada pelos amigos do Bairro, quer pela sua simplicidade, quer pelos seus conhecimentos profundos como Homem de Leis ....

    ResponderEliminar
  2. Futuro concorrente ao dono da mercearia do senhor Azevedo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vamos lá saber qual é a merceraia do senhor Azevedo!!!
      Este afinal é que é o passatempo!!!

      Eliminar
    2. Também há couves!!! Vejam bem, que eu não vi!

      Eliminar
    3. Couves com favas? Nunca vi mas até pode ser bom.

      Eliminar
  3. Este jardim mostra bem o estilo dos seus proprietários. Muito simples, muito bem delineado, contraste à visão, assim como representantes da terra, pedra e madeira. Esse limoeiro faz-me lembrar um que conheci muito bem. Boa malha.

    ResponderEliminar
  4. Pois é Chico, e quem é que no Bairro não tem um limoeiro?
    Claro que o que conheceste ficava lá no teu quintal...
    Mas sou testemunha que este nosso amigo "agricultor" não deixa por mãos alheias (..nem sempre...) a boa conservação do seu jardim e agora da sua horta:
    Os pormenores especialmente no limoeiro, nem vos conto!
    Ai a COCHOMILHA!!!!!!!!
    Já agora é posso dizer-vos...porque li qua a "ortézia" é a cochomilha mais comum nos limoeiros.
    ortézia

    ResponderEliminar
  5. Assisti à colocação das favas, alinhadas nos regos desenhados por quem sabe, e vi o carinho com que foram tratadas todas as folhas do limoeiro, limpas uma a uma da maleita provocada pelas formigas.
    Como está lindo o faval!
    Como está lindo o limoeiro!
    Todos os seres vivos nos devolvem o amor que lhe dedicamos.
    Vou continuando a observar o desenvolvimento até que chegue a primavera e polvilhe de flores o faval.
    Sim, as vagens irão surgir recheadas de tenras favas!
    Creio que o dono as saberá cozinhar de forma divinal.
    Muita saúde e bom apetite, amigo... ai, quase ia dizendo o nome!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem todas as condições para termos favas como manda a lei.
      Mas, Celeste Maria, para as cozinhar talvez com a tua ajuda o nosso amigo se "safe". Caso contrário, já me cheira a favas cozidas...

      Eliminar
    2. Posso afirmar-vos com toda a convicção que o dono do faval as sabe comer muito bem !

      Eliminar
  6. Respostas
    1. Mas tem cuidado com a ortézia! A gaija é lixada até mesmo para as que são rosas!

      Eliminar
  7. Descobri de quem é o faval, mas não me lembro de ver o limoeiro. è um amigo muito querido

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Se passas lá pela Bartolomeu Dias, vas bem o limoeiro.
      Mesmo passando pela rua de Moçambique também se vê!!!
      Mas não descbriste logo à primeira, confessa lá, Ló!

      Eliminar
    2. Ló, durante anos aquele limoeiro dava um limão por ano. Olha para ele agora. Mistérios da natureza!

      Eliminar
    3. Oh Rafael com a casa azul que está do outro lado da rua é fácil. Não passo lá a pé. normalmente é de carro, por isso não vi o limoeiro. Um destes dias vou fazer o reconhecimento e dar um abraço ao agricultor das favas.

      Carlos Viana foste tu que deste uma mãozinha para o limoeiro começar a dar limões?

      Eliminar
    4. Não, Ló, lhe dei mãozinha nenhuma. Fartei-me foi de gozar com a porra do limoeiro e a natureza vingou-se.
      A casa azul que referes é a casa onde vive a minha irmã e para onde eu vim morar quando vim para Coimbra. Coincidências...

      Eliminar
    5. Mas vê-se mais do que uma casa azul.A da 4ª foto penso que é a casa onde morava o senhor Sousa Dias. Agora habitada pelo neto, filho do Pedro Sousa Dias. Esquina da Rua Bartolomeu Dias e rua de Moçambique. Será assim?

      Eliminar
    6. Claro que sim, a da 4ª fofo é da Família Sousa Dias.
      Eu refia-me à da 5ª foto, do outro lado da Rua de Moçambique ( 157...) onde vive ainda a minha querida irmã e foi a minha primeira habitação em Coimbra.
      Cada um vê o azul que quer...

      Eliminar
  8. E quando o agricultor rega...temos água das pedras, para a digestão da favada!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vê se tratas de arranjar o chouriço, a Celeste Maria já disse que não se importa de as cozinhar, e, já agora, leva um tinto porque naquela casa não há vinho.
      Eu levo um ovo para escalfar, porque sei que vocês não apreciam ovos escalfados e, ainda por cima, vos faz mal ao colesterol.

      Eliminar
  9. Respostas
    1. Chá de limão, para depois da refeição e o limão já lá está. Levo chã de camomila para acompanhar as favas.

      Eliminar
    2. Safado do dono do limoeiro !
      com tantos limões, ainda não me ofereceu um !
      cá calharás . . . !

      Eliminar
  10. O Tonito também trabalhou..também pode ser convidado.
    Uma mesinha no meio das pedras. Até parece que estamos na praia da Portela!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, e é preciso alguém que faça a reportagem como manda a sapatilha!

      Eliminar
  11. Tudo como deve ser.
    E vai a Tuna Meliches!!!
    Nós sentamo-nos à mesa
    O Rui é que guiza as favas!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Chamaram a Tuna Meliches?
      Essa malta está sempre pronta para a mandarem a fava.

      Eliminar
  12. Sempre não.Mas pelo menos uma vez na Av. Elisio de Moura mandaram mesmo!

    ResponderEliminar