sexta-feira, 10 de outubro de 2014

SÓTÃO DE PEDRO MADEIRA FONSECA

Descobri nos papeis dos meus Pais, esta foto antiga, que penso ser da primeira comunhão do meu Pai.
Porventura esta foto terá interesse para muita gente aí de Coimbra e que não a tem.
Aqui ta envio, para que lhe possas dar o encaminhamento que achares conveniente.
Grande abraço,
Pedro


Assim dá para ver mais ao perto..
foi tirada 1 ano antes de eu nascer!!! Eu ADM, claro...



Esclarecido! É mesmo na Vila Marini. Duas fotos tiradas agora de manhã. Devido à muita ramagem nas árvores e o portão estar fechado, só me foi possivel mostrar o suficiente para localizar o local em que as fotos do Pedro Madeira foram tiradas em 1935.
.....................................................
Foto com a fato da  minha comunhão...talvez 1946/47, onze anos depois!



14 comentários:

  1. Uma ineciativa muito interessante esta do Sr. Pedro Fonseca.
    Vei-o me lembrar os tempos da cruzada mas da qual já nem me lembro do significado.
    Por outro lado quase que dava para uma adivinha. Aonde fica esta casa em S. José? - Será o seminário... Não estou certo.

    ResponderEliminar
  2. Um bom documento histórico!!! Como já referi esta foto foi tirada 1 ano antes do meu nascimento, ou seja tem 79 anos!
    O local também me parece ser no Seminário, agora que o Chico deu essa dica
    Como estes cruzados deviam ter na altura da foto talvez 11 anos, os que ainda estiverem entre nós devem andar pelos 90 e tais!
    E nós cá pelo Bairro ainda temos vários amigos/as com essa idade!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho uma vaga ideia que ainda usei esta faixa numa procissão.
      Mas na minha comunhão a moda já era de uma laço na manga do casaco...ou então seria numa outra cerimónia a seguir à 1ª comunhão, de que de momento não me lembro do nome, e esta até tinha a presença do Bispo.Se melembrar entretanto, escrevo. Vou colocar essa foto aqui num cantinho das fotos do Pedro...

      Eliminar
  3. Na minha comunhão também era o laço na manga, Rafael. Mas como cruzado porque também andei com essa faixa, não me lembro sinceramente do seu significado. Penso que um assunto não tinha a ver com o outro. Quanto ao edifício que não reconheço, falei no seminário como ideia mas pelo que vejo na net, a porta principal não é nada parecida. Vamos a ver se alguém aparece a esclarecer pois assuntos destes muito interessantes, porque nos dão a ver prédios que uma pessoa já não se lembra. Talvez um jovem de noventa e poucos, pois hoje vai-se acima de cem.

    ResponderEliminar
  4. Também me recordo de irem nas procissões com esta faixa de cruzada, mas nem imagino o porquê...
    Uma foto histórica, Pedro!

    ResponderEliminar
  5. Quase oitenta anos se passaram.Outras épocas, outros costumes. Quando vi a foto, fiquei logo com a impressão que poderia ser a bela casa dos italianos. Pelo menos, a fachada é muito semelhante ...

    ResponderEliminar
  6. Penso que a foto foi tirada na vivenda VILA MARINI....
    Era habitual. Nos anos 50 era aí que as tiravam. Também fotografada lá.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nos anos 60, quando fiz a primeira comunhão, ainda fomos tirar a 'foto de família' na escadaria da Vila Marini...

      Eliminar
  7. Entre as duas hipóteses inclino-me mais para a MARINI E CASTANHEIRA. A outra onde vivi no início da década de 50 não me parece ter tido esta utilização, Em frente era a PADARIA PARA TODOS. E já agora o nome da via não era "Rua da Brasil" mas sim "Estrada da Beira". A atual designação só foi atribuída quando o presidente Jucelino Kubitech fez um frete a Salazar e veio à nossa terra, julgo que em 1960.

    ResponderEliminar
  8. Irei confirmar a Vila Marin.
    A estrada da Beira que começava na portagem ainda dava lugar à Ladeira do Baptista, passou a chamar-se Rua do Brasil mais ou menos até à passagem de nivel de São José...ou será que vai até ao Alto de São João? A partir daqui continua a chamar-se Estrada da Beira. Mas em boa verdade não sei bem se será assim. Com umas consultas talvez se esclareça.

    ResponderEliminar
  9. Foi na mouche ! Só não me sai o euromilhões !!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostei muito desta postagem. Fiquei a conhecer a casa em causa e o Manuel Cruz lembrou-me a PADARIA PARA TODOS. Se não fôsse assim, nunca mais me lembraria na vida desta padaria. Até fiquei com saudades da padaria. Obrigado.

      Eliminar
  10. Frequentei essa vivenda nos anos 60. Pertencia à Familia CASTANHEIRA, concessionàrios da FIAT (CASTRO & CASTANHEIRA). Um dos filhos, tinha uma boite dentro desta casa e para là levàvamos algumas miudas do Liceu D.Maria, aos sàbados!!!Havia umas aguardentes fantàsticas que ajudavam as miudas a" virarem os olhos"!!! Se bem melembro era a ANTIQUA!!
    Mais tarde, lançàmos outra boite na Rua de Moçambique. Chamava-se "EGG" e ficava em frente à casa do Falcao! Havia aquela que vocês jà conhecem, mas isso jà era para "velhotes"!!!!

    ResponderEliminar